Category Archives: Mobile

Uso de Internet móvel acima da média europeia

O uso de Internet móvel em Portugal está acima da média europeia. Para além disso existe uma maior utilização dos “três ecrãs” para consumir media: televisão, computador e telemóvel.

Excerto da notícia:

“Os portugueses usam a Internet móvel 7,7 horas por semana, valor acima da média europeia, que se situa nas 6,4 horas. Estes valores significam que os europeus estão a dedicar mais tempo à Internet móvel do que à leitura de jornais (4,8 horas) ou revistas (4,1 horas).” [Dica de Pedro Jerónimo]

Uma notícia que vem ao encontro desta já hoje referida aqui no blogue.

Anúncios

Venda de smartphones cresce 79% em Portugal

Um factor a ter em conta no jornalismo. Conteúdos noticiosos no telemóvel não é coisa do futuro, mas de uma realidade cada vez mais presente.

O potencial do turismo para sites locais/regionais

Portugal é um país turístico, com muitas cidades apostadas no sector, de Norte a Sul. A Internet, pela sua capacidade de chegar a qualquer pessoa que se conecte, independentemente da sua localização, torna o turismo, a meu ver, uma potência por explorar pelos sites locais/regionais.

Isto porque um site, apesar de cobrir uma região ou cidade específica, não está amarrado por essa contingência geográfica. Ele pode ser acedido de qualquer canto do mundo. Como tal, quando um jornal local/regional migra para o digital, tem de pensar também nesse factor e adaptar-se. O que une os leitores em torno daquele meio deixa de ser a localização propriamente dita, mas o conteúdo, o assunto em si – a cidade x, a região y.

É neste contexto que vejo potencial no turismo como uma “secção” dos sites locais/regionais. Existem cada vez mais pessoas a realizar pesquisas online sobre os seus próximos destinos de férias. E essa pesquisa torna-se ainda mais “importante” quando se visita uma cidade pequena ou uma região, pois não existe (tanta) oferta de guias, informações sobre a zona, a não ser num posto de turismo no local, por exemplo.

São pessoas interessadas na cidade x, mas sob um outro ponto-de-vista (do turista). O que lhes interessa não são tanto as notícias, mas coisas como listagens de actividades e locais de interesse, agenda cultural, galerias de fotos, reportagens envolvendo a temática do turismo (de preferência com conteúdos interactivos e multimedia), reviews de restaurantes…

Um público disperso, diversificado e “instável” (maior afluência numa épocas em detrimento de outras, e visitantes durante um curto período de tempo – aquele que se liga à viagem). Contudo considero que não deixa de ter o seu potencial, na medida em que constitui um novo target para o site, com novos potenciais visitantes, e com ele novas possibilidades de negócio – como cobrar por aplicações interactivas para telemóvel como estas ou angariar novos anunciantes interessados no novo target, por exemplo. Para além disso, existe a possibilidade de atrair turistas à região, contribuindo indirectamente para a comunidade que abrange.

Links interessantes das últimas semanas

Aqui fica o prometido: uma série de links para os textos mais interessantes dos dias em que estive ausente. Como tinha alguns artigos por ler em atraso e outros que entretanto foram surgindo, juntei todos neste post, fazendo um resumo com textos das últimas semanas.

Hyperlocal, Local, Regional

Geral

USA Today sofre mudança radical

USA Today, o segundo maior diário dos EUA, prepara-se para fazer mudanças radicais nas suas redacções. Entre elas contam-se o despedimento de 9% dos trabalhadores, maior aposta na web e mudança na organização das secções.

Sobre isso ler os posts do António Granado e do Paulo Querido (incluindo os links de cada um dos textos).

Mews: as notícias e o telemóvel numa cultura de convergência

Texto de Pedro Jerónimo sobre os telemóveis, nomeadamente o seu papel no jornalismo e na interacção audiência-jornalistas.

Para ele ainda existe um grande atraso no aproveitamento deste meio pelos mass media portugueses. Concordo e, como referi no Quem do dia faz notícia, penso que a mudança dessa realidade deveria passar igualmente pelas faculdades. Estas deveriam ser um dos embriões para o despertar, conhecer e desenvolver desta nova realidade, coisa que ainda não acontece (ou muito pouco) em Portugal.

Facebook lança Places

Facebook lança Places e entra no campo da geolocalização.